Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE PERÓN


NOME: Juan Domingo Perón (78 anos) 
QUEM FOI: Presidente da Argentina de 1946 a 1955 e de 1973 a 1974. Era militar. Ao completar 16 anos ingressou no Colégio Militar, onde se formou subtenente da infantaria. Continuou seus estudos na Escola Superior de Guerra até concluir o curso. Perón foi por três vezes presidente da Argentina, promovendo grandes mudanças no país. Seus seis anos de governo foram marcados por medidas de grandes transformações, com a estatização das ferrovias, empresas de telefonia, do petróleo e companhias de eletricidade. Além disso, ocorreu um grande crescimento da indústria do país, com a regulação das importações, e os trabalhadores ganharam direitos a aposentadoria, férias remuneradas, cobertura de acidentes de trabalho e seguro médico. As mulheres também passaram a ter direito a voto e foi permitida a reeleição eleitoral. Com relação à política externa, adotou uma postura antiamericana e anti-britânica, trilhando o caminho que chamou de 'terceira posição', entre o comunismo e o capitalismo. 
NASCIMENTO: 8 de outubro de 1895 - Lobos, Argentina. 
MORTE: 1 de julho de 1974 - Buenos Aires, Argentina. 
CAUSA DA MORTE: Infarto do miocárdio. 
OBS: Em 1º de julho de 1974 Perón faleceu, sendo sucedido pela sua esposa, Isabelita Perón (antes ele foi casado com Eva Duarte), eleita vice-presidente em sua chapa. Assim como no Brasil Getúlio Vargas deixou como legado o "getulismo", Perón também marcou a política argentina. Os seus seguidores, muitos anos após a sua morte, ainda são classificados como "peronistas".

Nenhum comentário: