Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE ARTUR BERNARDES


NOME: Artur da Silva Bernard (79 anos) 
QUEM FOI: Presidente do Brasil de 15 de novembro de 1922 a 15 de novembro de 1926. Além de político, foi advogado foi presidente de Minas Gerais de 1918 a 1922. Seus seguidores foram chamados de "bernardistas". Foi o pioneiro da siderurgia em Minas Gerais e sempre se bateu pela ideologia nacionalista e de defesa dos recursos naturais do Brasil. Fundou a Escola Superior de Agricultura e Veterinária em sua cidade natal, Viçosa, que viria depois a se tornar a Universidade Federal de Viçosa. Sob seu governo, o Brasil se retirou da Liga das Nações em 1926. Bernardes promoveu a única reforma da Constituição de 1891, reforma que foi promulgada em setembro de 1926 e que alterava principalmente as condições para se estabelecer o estado de sítio no Brasil. Após deixar o governo, foi eleito senador em 1929. Foi contrário à ascensão de Antônio Carlos Ribeiro de Andrada ao governo de Minas Gerais mas não pode evitá-la. 
NASCIMENTO: 8 de agosto de 1875 - Minas Gerais, Brasil. 
MORTE: 23 de março de 1955 - Rio de Janeiro, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Infarto do miocárdio. 
OBS: Arthur Bernardes faleceu em sua residência no Rio de Janeiro. No dia anterior a sua morte, havia comparecido normalmente à Câmara, onde presidiu a reunião da comissão especial sobre o petróleo. Mais tarde, queixando-se de dores em uma das pernas, perdendo o equilíbrio. Era o primeiro infarto. Logo que recobrou a consciência, Bernardes pediu à família que um padre fosse chamado. Após comungar com o frei Cassiano de Vila Rosa, seu confessor e amigo, o ex-presidente deitou a cabeça no travesseiro e dormiu. Um segundo infarto provocou uma morte serena.

Nenhum comentário: