Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE D. JOÃO V DE PORTUGAL

  
NOME: João Francisco António José Bento Bernardo de Bragança (60 anos)               
QUEM FOI: Rei de Portugal desde 1 de janeiro de 1707 (17 anos de idade) até à sua morte. Recebeu os cognomes de O Magnânimo ou O Rei-Sol Português, em virtude do luxo de que se revestiu o seu reinado; Era filho de Pedro II e de Maria Sofia, condessa palatina de Neuburgo. Foi jurado príncipe herdeiro em 1 de dezembro de 1697 e tornou-se o 24º Rei de Portugal em 9 de dezembro de 1706. Morto seu irmão mais velho, do mesmo nome, em 30 de agosto de 1688, tinha apenas um mês de vida quando foi proclamado Príncipe Herdeiro em ato solene na presença da Corte, e por morte de seu pai, em Dezembro de 1706, subiu ao Trono, solenemente aclamado no dia 1 de janeiro de 1707. Foi chamado pelos historiadores de O Freirático, devido à sua conhecida apetência sexual por freiras (de algumas das quais chegou inclusivamente a gerar diversos filhos - como a Madre Paula, mãe de Gaspar de Bragança, um dos Meninos de Palhavã  - filhos bastardos (de sexo masculino) de D. João V de Portugal).
NASCIMENTO: 22 de outubro de 1689 - Lisboa, Portugal. 
MORTE: 31 de julho de 1750 - Lisboa, Portugal.
CAUSA DA MORTE: Insuficiência cardíaca.
OBS: A insuficiência cardíaca de D. João V, foi em consequência de vários outros problemas anteriores, a começar por um acidente de paralisia em 1742 que o privou dos sentidos, e o deixou leso da parte esquerda, e com a boca torta, correspondendo a um acidente vascular cerebral (AVC) de etiologia trombótica, localizado ao hemisfério cerebral direito, tirando a força muscular do lado esquerdo do rei e também deixando metade da face paralisada. O processo trombótico se complicou e gerou uma série de ataques de epilepsia. O que mais impressionou o médico legista foi o tamanho do coração do rei, descrito como um coração de grandeza extraordinária , além de uma hidropsia de ventre.

Nenhum comentário: