EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE ALFRED ADLER


NOME: Alfred W. Adler (67 anos) 
QUEM FOI: Psicólogo austríaco fundador da psicologia do desenvolvimento individual. Filho de judeus húngaros, formou-se em medicina, psicologia e filosofia pela Universidade de Viena. Praticou clínica geral antes de se dedicar à psiquiatria. Em 1902 foi trabalhar com Sigmund Freud, realizando pesquisas no campo da psicanálise. Mais tarde, desliga-se dele por considerar o fator sexual superestimado por Freud. Adler é o fundador da psicologia do desenvolvimento individual. Segundo sua teoria, o meio social e a preocupação contínua do indivíduo em alcançar objetivos preestabelecidos são os determinantes básicos do comportamento humano, o que inclui a sede de poder e a notoriedade. Os complexos de inferioridade, provocados pelo conflito com o envolvimento social, podem traduzir-se numa dinâmica patológica (psicose, neurose), que deve ser tratada de um ponto de vista psicoterapêutico. 
NASCIMENTO: 7 de fevereiro de 1870 - Viena, Áustria. 
MORTE: 28 de maio de 1937 - Aberdeen, Escócia. 
CAUSA DA MORTE: Mal súbito. 
OBS: Adler morreu de repente em Aberdeen, na Escócia, durante uma visita de três semanas à Universidade de Aberdeen. Enquanto estava andando pela rua, entrou em colapso e ficou imóvel na calçada. Um homem correu até ele, afrouxou o colarinho e Adler murmurou uma última palavra antes de morrer: "Kurt" (o nome de seu filho). A autópsia realizada determinou que sua morte foi causada por uma degeneração do músculo cardíaco. Seu corpo foi cremado em Warriston, um crematório em Edimburgo e as cinzas se perderam. Em 2007, suas cinzas foram encontradas em um caixão no mesmo crematório e retornou a Viena para serem enterradas, em 2011.

Nenhum comentário: