EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE CLAUS STAUFFENBERG


NOME: Claus Philipp Schenk (Conde de Stauffenberg) (36 anos) 
QUEM FOI: Coronel Nazista, autor de um dos atentados da resistência alemã contra Adolf Hitler em 1944. Ato conhecido como Atentado de 20 de julho. Pertencia a uma família nobre da Baviera, detentores do título nobiliárquico de graf, que na nobreza latina equivale-se ao conde. Stauffenberg, junto com outros vários militares alemães que já não suportavam as ordens de Hitler, organizou um atentado a bomba contra o mesmo. Tinham em mente levar duas pastas com explosivos a uma reunião militar onde ele estaria presente. Todo projeto foi coordenado com ajuda de cúmplices que aguardariam Stauffenberg colocar os dispositivos próximos a Hitler. Antes da explosão, ele forjaria uma saída inesperada da sala, alegando querer dar um telefonema. Foi um dos principais articuladores deste malsucedido atentado que tentou remover o líder nazista do poder. A tentativa de matar Hitler aconteceu em seu quartel-general, conhecido como a "Toca do Lobo" situado nas proximidades de Rastenburg, atual território da Polônia. Stauffenberg carregou consigo as duas pastas com 1kg de explosivos cada uma, sendo que só conseguiu levar uma das bombas à sala de reunião onde ocorreu o atentado. Os explosivos foram preparados para simularem o efeito de uma bomba britânica. Isto foi feito para encobrir a ação dos conspiradores. Uma grande e pesada mesa de madeira de carvalho protegeu o Führer da explosão. Entre 11 feridos e 4 mortos, Hitler teve apenas ferimentos leves. Enquanto recebia socorro médico, Hitler disse: "eu sou imortal". Horas mais tarde, Hitler recebeu Benito Mussolini no local. O duce fica impressionado com os estragos causados pela explosão. Mas o líder italiano vê um bom presságio no fato de Hitler ter sobrevivido. 
NASCIMENTO: 15 de novembro de 1907 - Jettingen-Scheppach, Alemanha. 
MORTE: 21 de julho de 1944 - Berlim, Alemanha. 
CAUSA DA MORTE: Fuzilamento (executado). 
OBS: Stauffenberg foi fuzilado nas primeiras horas do dia 21 de Julho de 1944 no Bendlerblock de Berlim. Diante do pelotão de fuzilamento, suas últimas palavras foram: "Vida Longa para a sagrada Alemanha!". Encontra-se sepultado no Memorial da Resistência Alemã, Stauffenbergstr, Berlim na Alemanha.

Nenhum comentário: