EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE JOAQUIM PEDRO DE ANDRADE


NOME: Joaquim Pedro de Andrade (56 anos) 
QUEM FOI: Cineasta brasileiro. Escrevia sobre cinema no jornal da faculdade e chegou a fazer experiências com cinema amador. Entre as experiências cinematográficas da época, atuou no filme Les Thibault, de Saulo Pereira de Melo, e trabalhou como assistente de direção no curta-metragem Caminhos, de Paulo César Saraceni. Seu primeiro filme como diretor foi o curta-metragem O Poeta do Castelo e o Mestre de Apipucos. O filme registra a intimidade do poeta Manuel Bandeira e a do escritor e sociólogo Gilberto Freyre. Em 1960 ele produziu o curta-metragem Couro de Gato, filmado no morro do Cantagalo, no Rio de Janeiro. Contemplado pelo governo da França com uma bolsa de estudos, foi estudar cinema na França. Em 1963, foi convidado para dirigir o documentário Garrincha, Alegria do Povo. Em 1965, fundou a produtora Filmes do Serro e iniciou as filmagens de O Padre e a Moça. Preso pela Ditadura Militar em 1969 e liberado alguns dias depois, começou a filmar Macunaíma, seu maior sucesso de crítica. 
NASCIMENTO: 25 de maio de 1932 - Rio de Janeiro, Brasil. 
MORTE: 10 de setembro de 1988 - Rio de Janeiro, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Câncer de pulmão.  
OBS: Vítima de câncer no pulmão, morreu aos 56 anos, antes de realizar seu projeto de adaptar Casa-Grande e Senzala, de Gilberto Freyre, para o cinema.

Nenhum comentário: