EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE NINA SIMONE


NOME: Eunice Kathleen Waymon (70 anos) 
QUEM FOI: Pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis norte-americana. É bastante conhecida nos meios de música jazz e trabalhou com diversos estilos musicais em vida, como música clássica, jazz, blues, folk, R&B, gospel e pop. O nome artístico foi adotado aos 20 anos, para que pudesse cantar blues, a princípio temporariamente, enquanto treinava para tornar-se uma pianista clássica, em bares de Nova York, Filadélfia e Atlantic City, escondida de seus pais. Em sua carreira, interpretou canções de diversos estilos, indo do gospel ao soul, tendo também composto algumas canções. Foi uma das primeiras artistas negras a ingressar na renomada Escola de Música de Juilliard, em Nova Iorque. Sua canção Mississippi Goddamn tornou-se um hino ativista da causa negra e fala sobre o assassinato de quatro crianças negras em igreja de Birmingham em 1963. Nina esteve duas vezes no Brasil, onde gravou com Maria Bethânia, e seu último show ocorreu em 1997 no Metropolitan. 
NASCIMENTO: 21 de fevereiro de 1933 - Tryon, Carolina do Norte, EUA. 
MORTE: 21 de abril de 2003 - Carry-le-Rouet, França. 
CAUSA DA MORTE: Câncer de mama. 
OBS: Em 1993, Simone estabeleceu-se perto de Aix-en-Provence, no sul da França. Sofreu de câncer de mama por muitos anos antes de morrer dormindo em sua casa em Carry-le-Rouet, França. Simone também foi diagnosticada com transtorno bipolar no fim dos anos de 1980.) As cinzas de Simone foram espalhadas em vários países africanos. Deixou para trás uma filha, Lisa Celeste Stroud, uma atriz e cantora, que adotou o nome artístico Simone, e atuou na Broadway em Aida.

Nenhum comentário: