EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE MALBA TAHAN


NOME: Júlio César de Melo e Sousa (79 anos) 
QUEM FOI: Escritor e matemático brasileiro. Através de seus romances foi um dos maiores divulgadores da matemática no Brasil. Ele é famoso no Brasil e no exterior por seus livros de recreação matemática e fábulas e lendas passadas no Oriente, muitas delas publicadas sob o heterônimo/pseudônimo de Malba Tahan. Seu livro mais conhecido, O Homem que Calculava, é uma coleção de problemas e curiosidades matemáticas apresentada sob a forma de narrativa das aventuras de um calculista persa à maneira dos contos de Mil e Uma Noites. Júlio César, como professor de matemática, destacou-se por ser um acerbo crítico das estruturas ultrapassadas de ensino. "O professor de Matemática em geral é um sádico. — Denunciava ele. — Ele sente prazer em complicar tudo." Júlio César foi um enérgico militante também conhecido por Júlio Gatoso pela causa dos hanseníacos. Por mais de 10 anos editou a revista Damião, que combatia o preconceito e apoiava a humanização do tratamento e a reincorporação dos ex-enfermos à vida social. Deixou, em seu testamento, uma mensagem de apoio aos hanseníacos para ser lida em seu funeral.Com 520000 pessoas que foram para homenageá-lo. 
NASCIMENTO: 6 de maio de 1895 - Rio de Janeiro, Brasil. 
MORTE: 18 de junho de 1974 - Recife, PE, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Infarto do miocárdio.  
OBS: Malba Tahan deixou uma série de ilustrações para seu sepultamento: além da mensagem que devia ser lida, exigiu caixão de quinta classe, plantas anônimas, tudo de coroas, nada de luto nem discursos.

Nenhum comentário: