Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE WALY SALOMÃO


NOME: Waly Dias Salomão (59 anos) 
QUEM FOI: Poeta brasileiro. Era filho de sírio com uma baiana, formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia em 1967, mas nunca exerceu a profissão. Cursou a Escola de Teatro da mesma universidade (1963-1964) e estudou inglês na Columbia University, Nova York (1974-1975). Na década de 1960, participou do movimento tropicalista. Foi também uma figura importante da contracultura no Brasil, nos anos 1970. Atuou em diversas áreas da cultura brasileira. Seu primeiro livro foi Me segura qu'eu vou dar um troço, de 1972. Em 1997, ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura com o livro de poesia Algaravias. Seu último livro foi Pescados Vivos, publicado em 2004, após sua morte. Foi letrista de canções de sucesso, como Vapor Barato, em parceria com Jards Macalé. Amigo do poeta Torquato Neto, editou seu único livro, Os Últimos Dias de Paupéria, lançado postumamente. Suas canções foram intérpretadas por Maria Bethânia, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Gal Costa e O Rappa, entre outros. 
NASCIMENTO: 3 de setembro de 1943 - Jequié, BA, Brasil. 
MORTE: 5 de maio de 2003 - Rio de Janeiro, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Câncer no intestino (com metástase para o fígado). 
OBS: Waly estava internado na Clínica São Vicente, na Gávea, zona Sul do Rio e foi cremado no Cemitério do Caju, RJ.

Nenhum comentário: