EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE MAZZARINO


NOME: Giulio Raimondo Mazzarino (58 anos) 
QUEM FOI: Cardeal, político e diplomata italiano, ativo principalmente na França, onde atuou como Ministro do Interior durante o reinado de Luis XIV, sucedendo o cardeal Richelieu.  Ele era um notável coletor de arte e joias, particularmente diamantes, e deixou, por herança, os "diamantes Mazarino" a Luís XIV em 1661, alguns dos quais permanecem até hoje na coleção do museu do Louvre em Paris. Estudou direito canônico na universidade de Alcalá de Henares, na Espanha, hoje pertencente à Universidade de Madrid. Voltou a Roma e prestou serviço militar para o Papa. Em 1628, tornou-se diplomata papal aos 26 anos de idade.
NASCIMENTO: 14 de julho 1602 – Pescina, Itália.
MORTE: 9 março 1661 - Vincennes, França.
CAUSA DA MORTE: Pielonefrite.
OBS: Quando morreu, segundo seus biógrafos, teria concretizado grande parte dos objetivos propostos pelo cardeal Richelieu: a modernização do Estado francês e a transformação da França em principal potência europeia, a restauração do absolutismo, a subjugação da nobreza francesa, além de concretizar o declínio do poder dos Habsburgos na Europa, que governavam a Espanha, a Áustria e os Países Baixos, também criou a Imprensa Real, iniciou a construção de um Jardim Botânico, e fundou a Academia Francesa de Letras.

PIELONEFRITE é uma infecção do trato urinário superior, que envolve o rim, geralmente causada por bactérias vindas da bexiga, que alcança a pelve renal por via ascendente. Existe um segundo modo, que pode ser pela via hematógena, quando há alguma outra infecção no organismo, a bactéria pode viajar pela corrente sanguínea e acabar se alojando no rim.