EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE DIEGO VELÁZQUEZ


NOME: Diego Rodríguez de Silva y Velázquez (61 anos) 
QUEM FOI: Pintor espanhol e principal artista da corte do Rei Filipe IV de Espanha. Pintou cerca de cem quadros, obras de grande valor. O seu naturalismo barroco permitiu-lhe captar, como ninguém, o que via. Atingiu um conjunto de conquistas que não encontraria semelhança até ao século 19. Altivo, inteligente, conhecedor da história da arte, retratista da família real, alcançou as honras de cavaleiro da Ordem de Santiago por sua fidelidade à Coroa. Quando o pintor flamengo Rubens visitou a corte madrilena, o único pintor que desejou conhecer foi Velázquez. Os dois tornaram-se próximos e chegaram a viajar juntos. Rubens estimulou-o a viajar para a Itália, onde permaneceu de 1629 a 1631. Lá descobriu a escola veneziana, e estudou Ticiano, Tintoretto e Veronese. Pintou "A forja de Vulcano" e "A túnica ensangüentada de José levada a Jacó" (ambas as telas com a influência de El Greco).
NASCIMENTO: 6 de Junho de 1599 - Sevilha, Espanha.
MORTE: 6 de agosto - Madri, Espanha.
CAUSA DA MORTE: Febre.
OBS:  Ele foi enterrado no jazigo Fuensalida da igreja de San Juan Bautista , e dentro de oito dias de sua esposa Juana foi enterrado ao lado dele. Infelizmente, esta igreja foi destruída pelos franceses em 1811, para o seu local de enterro é agora desconhecido.