Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE CAIRBAR SCHUTEL


NOME: Cairbar de Souza Schutel (69 anos) 
QUEM FOI: Farmacêutico, político e renomado jornalista, lembrado pelo Movimento Espírita como um dos grandes divulgadores do Espiritismo do começo do século XX. Escreveu reconhecidos livros espíritas e foi fundador de dois importantes veículos de comunicação doutrinária: o jornal O Clarim e a Revista Internacional de Espiritismo, pelo que é conhecido como "O bandeirante do Espiritismo". Católico por tradição, Cairbar ficaria impressionado com uma série de sonhos com seus falecidos pais, o que o instigou a se interessar mais sobre as questões espirituais. Insatisfeito com as explicações teológicas da igreja, em 1904, junta-se aos amigos Calixto Prado e Quintiliano José Alves para experimentar sessões de tiptologia e mesas girantes — muito em voga nos grandes centros urbanos, conforme os noticiários daquele início de século. Foi então que, convencendo-se da vida além-túmulo e da comunicabilidade dos Espíritos, passou a estudar a Doutrina Espírita, da qual iria se tornar um dos maiores propagandistas em seu tempo. 
NASCIMENTO: 22 de setembro de 1868 - Rio de Janeiro, Brasil. 
MORTE: 30 de janeiro de 1938 - Matão, SP, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Aneurisma cerebral. 
OBS: Na mesma noite que faleceu, o médium Urbano de Assis Xavier psicografou uma mensagem atribuída a Cairbar, pela qual exclamaria "Vivi, vivo e viverei porque sou imortal".

Nenhum comentário: