Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE HERMES DA FONSECA


NOME: Hermes Rodrigues da Fonseca (68 anos) 
QUEM FOI: Militar e político brasileiro, presidente do Brasil entre 1910 e 1914. Era sobrinho do primeiro presidente do país, Deodoro da Fonseca. Foi Ministro da Guerra do governo de Afonso Pena (1906-1909), e responsável pela Lei do Serviço Militar Obrigatório. Por meio de eleição direta, passou a exercer a presidência da República em 1910. Foi o terceiro militar a ocupar o cargo de presidente, e o primeiro a ser eleito por meio de um pleito nacional. Sua vitória representa a emergência da aliança do Rio Grande do Sul com os militares no cenário político. O início do seu governo foi marcado pela Revolta da Chibata, movimento de marinheiros que se opunham ao regime de castigos físicos em vigor na Marinha. 
NASCIMENTO: 12 de maio de 1855 - São Gabriel, RS, Brasil. 
MORTE: 9 de setembro de 1923 - Petrópolis, RJ, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Morte súbita cardíaca causada pela síncope cardíaca. 
OBS: Hermes passou seus últimos anos entretido na pequena oficina de artesanato que montou em sua casa e faleceu por conta de uma síncope cardíaca no dia 9 de setembro de 1923. 

SÍNCOPE ou desmaio é a perda rápida da consciência e da postura, causada pela diminuição temporária do fluxo sanguíneo ao cérebro, com recuperação espontânea e sem alterações na força muscular, na marcha ou fala. A diminuição do fluxo sanguíneo pode ser causada por queda da pressão, diminuição da freqüência cardíaca ou mudanças na distribuição do fluxo sanguíneo. A síncope ocorre em média após 10 segundos da cessação do fluxo sanguíneo cerebral. É uma condição bastante comum.

Nenhum comentário: