EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE VALENTINIANO I DE ROMA


NOME: Flavius Valentinianus (54 anos) 
QUEM FOI: Imperador romano de 364 a 375. Parece que o governo de Valentiniano era justo e tolerante. Certamente tiveram mais atenção os seus soldados, que a decadente classe senatória. Também aumentou os seus salários, pagando-lhes em espécie - uma característica do final do império - como por exemplo com gado. Para fazer face às despesas militares teve que aumentar vertiginosamente os impostos, que eram sobretudo cobrados dos proprietários de terras. Defesas sistematicamente fracas, impedindo a exposição de bebês, instituindo o " defensor do povo", fundou escolas e garantiu a cobertura sanitária aos habitantes de Roma. Também favoreceu o ensino de retórica e da gramática em cada província do Império. Ficou também conhecido por alguns hábitos bizarros como os de queimar em sua frente os cortesãos que caíam em desgraça ou jogá-los como comida para suas duas ursas favoritas, Migalha de Ouro e Inocência. Fervoroso cristão, com a ajuda do Papa Dâmaso I em 371 adotou uma não comum politica de tolerância religiosa. 
NASCIMENTO: 3 de julho de 321 - Panônia, atual Itália. 
MORTE: 17 de novembro de 375 - Komárom, Hungria. 
CAUSA DA MORTE: Acidente vascular cerebral (AVC). 
OBS: Em 374 foi para o Danúbio, na Panônia, para lutar contra os Quados e os jázigos, uma tribo Sármatas de origem iraniana. No ano seguinte, em 17 de novembro, morreu durante uma entrevista com os Quados por um acidente vascular cerebral. A sua primeira esposa foi a mãe de Graciano a segunda de Valentiniano II.

Nenhum comentário: