EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE LUÍS CARRERO BLANCO


NOME: Luis Carrero Blanco (70 anos) 
QUEM FOI: Militar e político espanhol. Ocupou diversos cargos no governo franquista. Ingressou na Escola Naval em 1918 contando com 14 anos e participou da campanha de Marrocos de 1924-1926. Em 1940 redigiu um informe recomendando a neutralidade espanhola na II Guerra Mundial. Desde então tornou-se homem de confiança de Franco, foi nomeado Subsecretário (1941) e Ministro da Presidência (1951), logo Vice-presidente (1967), o que implicou um acréscimo crescente do seu peso específico no governo do Estado.  Em Junho de 1973 foi nomeado Presidente do governo, o que fazia pensar que se tornaria no homem forte do Estado à morte do ditador e no pilar sobre o qual se sustentaria o franquismo sem Franco, mas o seu falecimento a 20 de dezembro de 1973 num atentado perpetrado por ETA (organização nacionalista basca armada) em Madrid abortou essas expectativas.
NASCIMENTO: 4 de março de 1903 - Cantábria, Espanha.
MORTE: 20 de dezembro de 1973 - Madrid, Espanha. 
CAUSA DA MORTE: Atentado (seu carro foi explodido). 
OBS: A operação que matou Luís Carrero Blanco, se chamou "Operação Ogro": Nome em código com que a ETA denominou o magnicídio. Os membros do ETA se deslocaram até Madri e alugaram um sótão no número 104 da rua Claudio Coello. A partir dali escavaram um túnel até o centro da rua, por onde o militar passaria. Lá colocaram cerca de 100 quilos de carga explosiva que fizeram detonar exatamente na passagem do automóvel de Carrero Blanco, quinze minutos antes do início do julgamento contra 10 membros do então sindicato clandestino Comissões Operárias, conhecido como “Processo 1001”. O carro de Luís voou e caiu perto da porta da igreja que ele tinha assistido uma missa.

Nenhum comentário: