EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE PAUL BLOBEL


NOME: Paul Blobel (56 anos) 
QUEM FOI: Oficial nazista ocupando a patente de SS-Standartenführer, membro da Sicherheitsdienst o SD, chefe do SonderKommando 4a e do Sonderkommando 1005 dos Einsatzgruppen durante a Segunda Guerra Mundial. Participou da Primeira Guerra Mundial, onde foi condecorado com a Cruz de Ferro de primera e segunda classe. Depois da guerra, Blobel estudou arquitetura e exerceu a profissão de 1924 até 1931, quando perdeu seu emprego e se filiou ao NSDAP com o número 844.662, em 1 de dezembro de 1931, bem como na SS, com o número 29.100, na mesma data. Durante a invasão a União Soviética foi responsável pelo 4ª Sonderkommando, unidade de exterminio pertencente ao Einsatzgruppe C, que atuou na Ucrania. Blobel foi o principal responsável pelo célebre massacre de Babi Yar, em Kiev, ocorrido em 29 e 30 de setembro de 1941, onde foram assassinados cerca de 100.000 civis, em sua maioria de origem não judia (33.000 judeus e mais de 60.000 comunistas, partisanos, gitanos, entre outros). 
NASCIMENTO: 13 de agosto de 1894 - Potsdam, Alemanha. 
MORTE: 7 de junho de 1951 - Landsberg am Lech, Alemanha. 
CAUSA DA MORTE: Asfixia por enforcamento (executado). 
OBS: Foi afastado de seu cargo em 13 de janeiro de 1942, oficialmente por razões de saúde, mas principalmente devido ao alcoolismo. Entre julho de 1942 e 1944 participou da Aktion 1005, que tinha como objetido eliminar todos os rastros de massacres em massa perpetrados por alemães na Russia e Ucrânia, e em Babi Yar em particular. Esta operação foi levada a cabo com a exumação de todos os corpos em valas comuns e, posteriormente, sua cremação. A tarefa foi otimizada por Blobel, que misturou madeira aos cadáveres e usou os trilhos de trem como grelhas. Acabada a guerra, foi condenado a morte no Tribunal Militar de Nuremberg, no processo dos Einsatzgruppen. Foi enforcado na prisão de Landsberg em 8 de junho de 1951.

Nenhum comentário: