EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE FRANCISCO DE GOYA


NOME: Francisco José de Goya y Lucientes (82 anos) 
QUEM FOI: Pintor e gravador espanhol. Começou a estudar pintura em Saragoça, com José Luzán, e mais tarde, em Madri, foi pupilo do pintor Francisco Bayeu, tendo casado com a irmã deste em julho de 1773. Pintou os retratos do Conde de Floridablanca (1783), de Carlos III, de Carlos IV, da rainha Maria Luísa (1789) e de outras personalidades. Em 1787, pintou "O prado de São Isidro" e em 1799, "O Manicômio". Em 1792, quando viajava pela Andaluzia, adoeceu gravemente, ficando surdo. A Inquisição o acusou de obscenidade pela suas "Majas" ("Mulher vestida" e "Mulher despida"), mas o pintor conseguiu a "purificação", sendo-lhe restituído a função de Primeiro Pintor da Câmara. Com a restauração do absolutismo, Goya partiu para Bordéus, na França, em 1824, onde faleceu quatro anos depois. Conhecido como "Goya, o Turbulento" e considerado às vezes como "o Shakespeare do pincel" , suas produções artísticas incluem uma ampla variedade representativa de retratos, paisagens, cenas mitológicas, tragédia, comédia, sátira, farsa, homens, deuses e demônios, feiticeiros, e um pouco do obsceno. 
NASCIMENTO: 30 de março de 1746 - Fuendetodos, Espanha. 
MORTE: 15 ou 16 de abril de 1828 - Bordéus, França. 
CAUSA DA MORTE: Acidente vascular cerebral - AVC. 
OBS: Encontra-se sepultado em San Antonio del la Florida, Madrid na Espanha.

Nenhum comentário: