EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE EDUARDO FREI MONTALVA

NOME: Eduardo Nicanor Frei Montalva (71 anos) 
QUEM FOI: Presidente do Chile de 1964 a 1970. Filho de um imigrante suíço de classe média, foi um político do partido centrista chileno democrata cristão e foi presidente do Chile, sendo o primeiro democrata cristão chefe de Estado das Américas. Opositor de Salvador Allende, disputou com este a eleição de 1964, e ganhou-a graças a uma maciça intervenção publicitária da CIA, que o apoiou, provendo mais da metade das verbas de sua campanha política, e promovendo uma gigantesca campanha publicitária em seu favor. Na terceira semana de junho de 1964 a agência publicitária encarregada pela CIA produziu nada menos que 20 spots radiofônicos por dia em Santiago, e em 44 estações provinciais e cinco "noticiários" radiofônicos de doze minutos ao dia em três rádios de Santiago, e em 22 rádios provinciais. No final de junho de 1964 a CIA produzia 26 programas radiofônicos semanais de "comentários políticos". Passou para se opor a Pinochet por ser seu governo ditatorial.
NASCIMENTO: 16 de janeiro de 1911 - Santiago do Chile, Chile. 
MORTE: 22 de janeiro de 1982 - Santiago do Chile, Chile. 
CAUSA DA MORTE: Intoxicado após cirurgia de hérnia.
OBS: A causa mortis de Frei Montalva foi divulgada como sendo por uma  septicemia (ou choque séptico). Montalva deu entrada na clínica Santa Maria para o tratamento de uma hérnia por uma pequena cirurgia e morreu subitamente pouco depois. Porém, em 2005 foi aberta uma investigação sobre sua morte, pois um ex-agente da DINA (Dirección de Inteligencia Nacional, a polícia secreta chilena criada por Pinochet) informou que uma toxina desenvolvida em laboratório fora utilizada para envenenar o ex-presidente.





Nenhum comentário: