Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE FLORESTAN FERNANDES


NOME: Florestan Fernandes (75 anos) 
QUEM FOI: Sociólogo e político brasileiro. Foi duas vezes deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores. Em 1941, Florestan ingressou na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, formando-se em ciências sociais. Iniciou sua carreira docente em 1945, como assistente do professor Fernando de Azevedo, na cadeira de Sociologia II. Na Escola Livre de Sociologia e Política, obteve o título de mestre com a dissertação "A organização social dos Tupinambá". Em 1951 defendeu, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, a tese de doutoramento "A função social da guerra na sociedade tupinambá", posteriormente consagrado como clássico da etnologia brasileira, que explora o método funcionalista. Uma linha de trabalho característica de Florestan nos anos 50 foi o estudo das perspectivas teórico-metodológicas da sociologia. Seus ensaios mais importantes acerca da fundamentação da sociologia como ciência foram, posteriormente, reunidos no livro "Fundamentos empíricos da explicação sociológica".
NASCIMENTO: 22 de julho de 1920 - São Paulo, Brasil. 
MORTE: 10 de agosto de 1995 - São Paulo, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Embolia gasosa maciça. 
OBS: Florestan, com graves problemas no fígado, em 1995, submeteu-se a um transplante de fígado mal sucedido na Hospital das Clínicas de São Paulo, realizado pelo professor Silvano Raia. Morreu pouco após a cirurgia. 


EMBOLIA GASOSA gasosa é a obstrução dos vasos sanguíneos por bolhas de ar na corrente sanguínea, geralmente decorrentes da expansão do ar nos pulmões com a diminuição da pressão.

Nenhum comentário: