Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE AFONSO PENA


NOME: Afonso Augusto Moreira Pena (61 anos) 
QUEM FOI: Presidente do Brasil entre 15 de novembro de 1906 e 14 de junho de 1909. Era advogado e jurista. Membro do Partido Republicano Mineiro foi posteriormente deputado federal, governador do estado de Minas Gerais, vice-presidente e presidente do Brasil. Foi eleito presidente da república obtendo a quase totalidade de votos. Apesar de ter sido eleito com base na chamada política do café-com-leite, realizou uma administração que não se prendeu de tudo a interesses regionais. Incentivou a criação de ferrovias, e interligou a Amazônia ao Rio de Janeiro pelo fio telegráfico, por meio da expedição de Cândido Rondon. Fez a primeira compra estatal de estoques de café, em vigor na República Velha, transferindo assim, os encargos da valorização do café para o Governo Federal, que antes era praticada regionalmente, apenas por São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que haviam assinado o Convênio de Taubaté. Modernizou o Exército e a Marinha por meio do general Hermes da Fonseca, e incentivou a imigração. Seu lema era: "governar é povoar". 
NASCIMENTO: 30 de novembro de 1847 - Santa Bárbara, MG, Brasil. 
MORTE: 14 de junho de 1909 - Rio de Janeiro, Brasil. 
CAUSA DA MORTE: Pneumonia
OBS: Afonso acabou falecendo durante o mandato, em 14 de junho de 1909, em meio à crise política gerada pelas disputas à sua sucessão que se daria em 1910, e pouco depois da morte de seu filho, Álvaro Pena. A presidência foi transferida ao vice-presidente Nilo Peçanha.

Nenhum comentário: