EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE SALAZAR


NOME: António de Oliveira Salazar (81 anos) 
QUEM FOI: Político nacionalista português e professor catedrático da Universidade de Coimbra. Figura máxima do chamado “Estado Novo Português“, é o dirigente português que mais tempo permaneceu no poder dentro do período republicano. Durante o período da Primeira República portuguesa, Salazar inicia sua carreira política, elegendo-se deputado pelo partido Centro Católico, em 1921. Em 1926, um golpe militar irá derrubar o governo republicano, estabelecendo uma ditadura militar. Neste novo regime, Salazar ocupa a pasta das Finanças por apenas alguns dias, devido a não lhe terem sido delegados todos os poderes que exigia. 
NASCIMENTO: 28 de Abril de 1889 - Vimieiro, Santa Comba Dão, Portugal. 
MORTE: 27 de Julho de 1970 - Lisboa, Portugal. 
CAUSA DA MORTE: Hematoma intracraniano ou trombose cerebral. 
OBS: Salazar passou a se preocupar com a suposta doença depois de uma queda de uma cadeira de lona e sofrendo forte pancada na cabeça, nas lajes do terraço do Forte de Santo Antônio da Barra (Portugal) onde anualmente passava as férias, acompanhado pela governanta D. Maria de Jesus. Levantou-se atordoado, queixou-se de dores no corpo, mas pediu segredo sobre a queda e não quis que fossem chamados médicos. A vida de António de Oliveira Salazar prosseguiu normalmente e só três dias depois é que o médico do Presidente do Conselho, Eduardo Coelho, soube do sucedido. Salazar foi internado no Hospital de São José e os médicos não se entendem quanto ao diagnóstico - hematoma intracraniano ou trombose cerebral -, mas concordam que era preciso operar.

Nenhum comentário: