EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE PAPA DOC


NOME: François Duvalier (64 anos) 
QUEM FOI:  Médico e ex-ditador do Haiti. Foi eleito presidente daquele país em 1957, onde instaurou um governo baseado no terror promovido pelos tontons macoutes, que significa Bichos-papões, em português, que pertenciam à sua guarda pessoal; e também na exploração do Vodu, uma prática mística muito popular no Haiti proveniente da África. Na década de 1960, Papa Doc exterminou suas oposições e desafetos e começou sua perseguição à igreja Católica, que perdurou até sua morte. Em 1964, quando reescreveu a constituição, decretou sua presidência vitalícia. Doc achava ter desempenhado um papel importante, com o vudu, na morte do presidente americano John Kennedy. Poucos meses depois de seu assassinato, um emissário de Papa Doc foi secretamente ao túmulo de Kennedy e fez um serviço — colheu ar numa garrafa, por exemplo — para que a política americana fosse mais generosa em relação a seu regime. Papa Doc perseguiu e matou rivais reais e imaginários. Alguns cálculos falam em 30.000 mortos. Ao assumir o poder, ele disse: “Não tenho nenhum inimigo, a não ser os inimigos do Haiti.” Ao final de seu governo, o Haiti era a nação mais pobre das Américas, o índice de analfabetismo estava entre os primeiros e a saúde pública estava em estado caótico.
NASCIMENTO: 14 de abril 1907 - Porto Príncipe, Haiti. 
MORTE: 21 de abril de 1971 - Porto Príncipe, Haiti.
CAUSA DA MORTE: Insuficiencia cardíaca e diabetes.
OBS: Ao morrer (em 1971) foi substituído por seu filho, Jean-Claude Duvalier, que recebeu a alcunha de Baby Doc.