EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE ARTHUR DA TÁVOLA


NOME: Paulo Alberto Moretzsohn Monteiro de Barros (72 anos) 
QUEM FOI: Advogado, jornalista, radialista, escritor, professor e político brasileiro. Era apresentador de um programa de música erudita intitulado Quem tem medo de música Clássica? na TV Senado, onde demonstrava sua profunda paixão e conhecimento por música clássica e erudita. Seu compositor preferido era Vivaldi. 
Iniciou sua vida política em 1960, no PTN, pelo estado da Guanabara. Dois anos depois, elegeu-se deputado constituinte pelo PTB. Cassado pela ditadura militar, viveu na Bolívia e no Chile entre 1964 e 1968. Tornou-se um dos fundadores do PSDB e o líder da bancada tucana na assembléia constituinte de 1988, quando defendeu alterações nas concessões de emissoras de televisão para permitir que fossem criados canais vinculados à sociedade civil. No mesmo ano, concorreu, sem sucesso, à prefeitura do Rio de Janeiro. Posteriormente, foi presidente do PSDB entre 1995 e 1997. Exerceu mandatos de deputado federal de 1987 a 1995 e senador de 1995 a 2003. Em 2001, foi por nove meses secretário da Cultura na cidade do Rio.
NASCIMENTO: 3 de janeiro de 1936 - Rio de Janeiro, Brasil.
MORTE: 9 de maio de 2008 - Rio de Janeiro, Brasil.
CAUSA DA MORTE: Insuficiência cardíaca.

OBS: Seu corpo foi velado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e sepultado no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.