EXPERIMENTE O INSTAGRAM E FANPAGE @CAPSULAHISTORICA

MORTE DE ELVIS PRESLEY


NOME: Elvis Aaron Presley (42 anos) 
QUEM FOI:  Músico e ator, nascido nos Estados Unidos da América, sendo mundialmente denominado como Rei do Rock. Acompanhado pelo guitarrista Scotty Moore e pelo baixista Bill Black, Presley foi um dos criadores do rockabilly, uma fusão de música country e rock´n´roll.
NASCIMENTO: 8 de janeiro de 1935 -Mississipi, EUA.
MORTE: 16 de agosto de 1977 - Menphis, EUA.
CAUSA DA MORTE: Colapso cardíaco fulminante devida a polifarmácia.
OBS: Quando Elvis morreu, aos 42 anos, seus familiares autorizaram a realização de uma necropsia. concluiu-se que Elvis estivera sentado no vaso sanitário, lendo, nu. ele então cambaleara alguns metros até o quarto, onde caíra de bruços, com o rosto afundado no tapete. Elvis havia tomado remédios para combater uma obstrução do cólon e sofria de problemas intestinais graves. O relatório inicial da autópsia afirmou que sua morte foi "natural", sendo a causa provável dada como  Doença Cardiovascular  Hipertensiva, ou HCVD. Determinou-se que a morte tinha sido causada por arritmia, embora o coração de elvis não se encontrasse  em tão mau estado, sob circunstâncias normais, o levasse a sofrer um infarto.  A causa da falha no funcionamento de seu coração  - isso se deixarmos de lado, momentaneamente, a combinação de drogas encontradas em seu organismo - foi sua frustração contínua por não poder ter uma evacuação normal. Como fazem muitos que sofrem desse desconforto. Elvis tentou evacuar à força, fechando a boca e segurando o nariz para manter as narinas fechadas também. Conhecida como manobra de Valsalva, essa técnica aumenta a pressão na cavidade torácica e impede o retorno do dangue ao coração. Em razão da saúde comprometida de Elvis, porém, alem dos pelo menos dez tipos de drogas cujos traços foram encontrados em seu sangue, as constatações da autópdsia apontam essa como a mais provável causa verdadeira da morte do rei. Uma análise subsequente de seus órgãos (o cérebro e o coração continuam peservados no Hospital Batista de Menpghis) preferiu atribuir asua morte a "polifarmácia", ou seja, a mistura de muitos medicamentos  receitados. 

POLIFARMÁCIA é a administração concomitante de diversos medicamentos (5 ou mais, ou 1 medicamento desnecessário ao tratamento) por um mesmo indivíduo, que pode acarretar no risco de interações medicamentosas e possibilidade de aumento dos efeitos colaterais ou até mesmo a morte.